Terceirizados

A mão-de-obra para serviços terceirizáveis destina-se à execução dos mais diversos serviços em todas as áreas das empresas, por prazos determinados ou indeterminados.

A prestação de serviços a terceiros consolidou-se nos anos 80 no Brasil, firmando-se como uma prática moderna de gestão e um processo legítimo de parceria entre empresas. Sua evolução é prova definitiva de que quando bem conduzida, proporciona grande eficácia nas organizações, pois o prestador e o tomador de bens e serviços interagem para melhorar a competitividade do tomador permitindo que este, cada vez mais, se concentre na sua estratégia empresarial.

O principal objetivo da prestação de serviços a terceiros é a busca da especialização e do melhor preço, e não simplesmente do menor preço.

Na União Europeia 90% das grandes empresas compram fora os bens e serviços que utilizam dentro.

Muitas necessidades do mundo contemporâneo exigem das empresas novas formas de gerir seus recursos e consolidar parcerias confiáveis em terceirização de serviços:

A terceirização de serviços é uma alternativa essencial nas estratégias de gestão.

O fornecimento de mão de obra para serviços terceirizáveis deve obedecer ao disposto na Lei 6.019/74 com a nova redação e as inclusões dadas pela Lei 13.429 de 2017.

Vantagens para as empresas

Vantagens para os profissionais

Tabela de incidência de encargos sobre a mão-de-obra terceirizada

GRUPO “A”

INSS Lei 8.212 de 24/07/1991

20,00%

Salário Educação

2,50%

SEBRAE

0,60%

SESC

1,50%

SENAC

1,00%

INCRA

0,20%

Risco de Acidente Trabalho

3,00%

FGTS – Lei 8.036 de 11/05/1990

8,00%

TOTAL

36,80%

 

GRUPO “B”

Férias

8,33%

Abono Férias – 1/3

2,78%

13º Sálario

8,33%

Aviso Prévio Indenizado

8,33%

13º salário sob aviso

0,69%

Férias + Abono Férias – 1/3 sob aviso prévio

0,93%

TOTAL

29,39%

 

GRUPO “C”

Multa por dispensa sem justa causa (50% do montante do FGTS)

5,14%

TOTAL

5,14%

 

GRUPO “D”

Incidência do Grupo “A” sobre o Grupo “B”

10,47%

TOTAL

10,47%

 
TOTAL GERAL

81,80%